Argentina se mantém na cola do Brasil e vence com show de Messi

Recebe o melhor conteúdo de apostas!

Toda a informação necessária para começar a ganhar nas apostas!

MESSI

Recebe info de apostas por email!

No primeiro encontro com a torcida após a conquista da Copa América, a Argentina não fez feio e venceu mais uma nas Eliminatórias. Em noite de muita festa com direito a marca histórica de Lionel Messi, os argentinos venceram a Bolívia por 3×0. Com o triunfo, a equipe de Lionel Scaloni se mantém na cola do Brasil, na segunda colocação da corrida por uma vaga no Mundial.

Além da boa fase e pontuação, o jogo serviu para os Hermanos aumentarem as série sem derrotas e ampliar a boa fase. E como já falado, Lionel Messi resolveu, mais uma vez, entrar para a história do futebol mundial. O craque bateu a marca de Pelé, no quesito gols por uma seleção. A marca é fantástica e enche os olhos dos torcedores e amantes de futebol por todo o mundo.

Série invicta ampliada da Argentina é ampliada com show de Messi

A vitória por 3×0 com três tentos anotados por Lionel Messi marcou o 22º jogo sem derrotas da seleção argentina. A última vez que o clube não venceu ou empatou aconteceu no dia 2 de julho de 2019, quando, na ocasião, a equipe foi derrotada pelo Brasil, na semifinal da Copa América daquele ano. Deste dia em diante, a Argentina venceu 15 e empatou outras sete duelos.

Nas últimas nove partidas, contando Copa América e Eliminatórias, a Argentina venceu oito e ficou no empate em apenas uma oportunidade. O torneio, vencido pela seleção e comemorado na noite da última quinta-feira, foi uma virada de chave para a equipe. O ambiente já era de um campeão antes mesmo de levantar a taça. Os jogos citados acima, além disso, serviram para a Argentina se manter na cola do Brasil nas Eliminatórias.

O futuro argentino para seguir na cola do Brasil nas Eliminatórias

E por falar no Brasil, os Canarinhos, apesar de toda a distância na pontuação, ainda podem ver a Argentina na cola. Os líderes somam 24 pontos enquanto os argentinos chegaram ao 18º na última quinta-feira. É claro que o que tem mais valia, por hora, é a gordura dentro do G4, das duas seleções. Entretanto, vale sempre lembrar que ainda tem um duelo confirmado entre as duas equipes, no returno, além de um possível jogo realocado de data ainda do primeiro turno.

Enquanto o encontro entre as duas equipes não chega, cabem a elas baterem os adversários que estarão por vir. Em caso de triunfo nos próximos confrontos, a Argentina se mantém na cola do Brasil ou até mesmo poderá empatar em pontos com o rival ao fim da próxima Data FIFA. A seleção de Messi e companhia volta aos campos no dia 7 de outubro, contra o Paraguai.

Messi quebra recorde de gols do Rei Pelé

A noite era de fato especial, por alguns motivos. Além do reencontro da torcida com a seleção do país, o duelo marcou a apresentação da taça da Copa América aos adeptos que estavam no estádio. Foi a primeira vez que a Argentina mostrou ao público o troféu do torneio. Entretanto, a noite ainda entraria para história, graças ao gênio Lionel Messi.

O craque entrou em campo para dar mais um passo para a história. O atacante marcou três vezes e manteve a Argentina na cola do Brasil e ainda de quebra bateu um novo recorde. Os três tentos fizeram Messi se tornar o maior artilheiro da história entre todas as seleções sul-americanas. Com os gols na noite, o jogador, primeiramente, colou e depois passou Pelé na contagem e agora soma 78 gols com a camisa da Argentina.

O recorde animou todos os amantes do futebol, entretanto, em especial os torcedores do PSG, que estão esperançosos com a presença do gênio no clube. Não à toa, os mercados da Bet365 apontam o argentino como o principal cotado para terminar as Eliminatórias como grande artilheiro. As odds no mercado ‘melhor marcador’ são de 2.10, de acordo com o site.

Mais Artigos de Apostas

football_player_1-min
Betarena White Logo
Icon Betarena

Reclamar FREEBET

Se ainda não tens registro na Betboro faz aqui o teu registro.

Se já tens conta na Betboro só tens de preencher os dados.